Make your own free website on Tripod.com
VII Copa do Mundo da FIFA - 1962
Vavá
Home

vava3333.jpg

 
Edvaldo Izídio Neto (Recife, 12 de novembro de 1934 — Rio de Janeiro, 19 de janeiro de 2002), conhecido por Vavá e depois apelidado de “peito de aço”, foi bicampeão mundial de futebol nas Copas de 1958 e 1962, foi um dos mais importantes atacantes que a Seleção Brasileira já teve.
 

Centroavante, ele jamais foi artilheiro isolado de qualquer campeonato, mas deixou seu nome inscrito no panteão dos mais valorosos artilheiros que o Brasil já conheceu: Edvaldo Izídio Netto, o Vavá. Jogador raçudo e oportunista, não tinha medo de enfiar o pé em divididas, atitude que lhe valeu muitas contusões e inúmeros gols. No Sport ele jogava nas categorias inferiores de meia armador , sendo campeão de Junior em 1949. Ao compor o quadro principal do Rubro-Negro, em 1950, passou a atuar como centroavante e seu faro de gol e suas arrancadas estilo Ademir, logo chegaram aos ouvidos dos dirigentes do Vasco da Gama que se apressaram em contratá-lo. Vavá foi bi-campeão mundial pela Seleção Brasileira (58/62).

Como goleador, Vavá chegou a seleção brasileira, participando efetivamente do bicampeonato mundial de 58 e 62 (já de volta da Espanha para o Palmeiras), tendo merecido o apelido de Leão da Copa. Ele marcou 5 gols na Copa de 58 e na de 62, quando foi um dos co-artilheiros da competicão. É o único jogador na história das copas a marcar gols em duas finais: 58 contra a Suécia (2 gols) e 62 contra a Tchecoslováquia (1 gol) e vestiu a canarinha 25 vezes, marcando 15 gols.

Volta à página principal