Make your own free website on Tripod.com
VII Copa do Mundo da FIFA - 1962
Frases sobre a Copa do Mundo de 1962
Home

  • "Faço questão de saber por que o senhor está me barrando, seu Aymoré. Estou lutando por esse lugar desde o início dos treinamentos. Tenho me saído bem. Não vou aceitar!" (Mauro, capitão da seleção, antes do início da Copa).

  • "O avião dos 25 dirigentes sai amanhã; agora só falta arranjar o dos 22 jogadores..." (Manchete da "Folha de S. Paulo)."

  • "Porque nada temos, faremos tudo!" (Frase do dirigente Carlos Dittborn, em campanha pela realização do Mundial no Chile após terremotos que destruíram parte do país).

  • "Ficarei rezando para que o Brasil consiga repetir o feito de 1958!" (Mensagem enviada pelo papa João XXIII à delegação brasileira).

  • "Brasil faz macumba para ganhar a Copa!" (Notícia publicada no diário chileno "El Mercúrio" de 2 de Junho de 1962).

  • "Foi um pontapezinho de amizade..." (Garrincha, na saída do gramado após ter sido expulso por chutar o lateral chileno Eladio Rojas na semifinal do Mundial).

  • "Estamos prontos para dar uma surpresa, porque todos acreditam que a seleção brasileira é favorita de forma absoluta. Confio nos meus jogadores. Estamos em condições físicas, técnicas e espirituais bem melhores do que no primeiro jogo contra os brasileiros e temos chances de conquistar a vitória!" (Rudolf Vytlacil, técnico tcheco, dois dias antes da derrota por 3 a 1 para o Brasil na final da Copa do Mundo de 1962).

  • "Você está protegido por Deus!" (Pelé, ao saber que sua contusão o tiraria da Copa, a seu substituto Amarildo).

  • "A Inglaterra sucumbiu, mas de cabeça erguida. Foi eliminada pelo Brasil, campeão do mundo, composto de 11 diamantes - o maior conjunto da Terra!" (Joe Richards, então o presidente da Liga Inglesa de Futebol).

  • "É mais difícil assistir do que jogar. Espero nunca mais ficar contundido e ter que passar por uma situação semelhante." (Pelé, um dia depois da conquista do título).

  • "Em 1962, com a contusão de Pelé, descobriu-se um outro Garrincha. De repente parou de brincar, virou sério, compenetrado de que a conquista da Copa dependia dele. Quase sozinho, ganhou a Copa. Fez o que nunca tinha feito. Gols de cabeça, pé esquerdo, folha-seca. E driblou como um endiabrado, endoidando os adversários." (Sandro Moreyra, jornalista).

  • "Daqui a 400 anos, toda vez que falarem de futebol, terão de falar de Mané Garrincha!" (João Saldanha, jornalista e treinador, exalta as atuações do jogador na Copa do Mundo de 1962).

  • "De que planeta veio Garrincha?" (Manchete do jornal chileno "El Mercurio" questiona a 'origem' do Mané).

Volta à página principal